Entenda!

Hipertensão arterial

A hipertensão arterial sistêmica, conhecida por hipertensão ou pressão alta, é uma doença associada a níveis de pressão arterial acima de 140x90mmHg (o mais popular 14x9) quando o paciente não está submetido a nenhum estresse, seja físico, emocional ou orgânico (dor, falta de ar, sede, entre outros).

É uma doença extremamente perigosa, pois é responsável por aumentar em 2,5 vezes a chance de uma pessoa apresentar um infarto agudo do miocárdio e ainda mais a chance de ter um derrame, em comparação com os pacientes sem hipertensão. Além do infarto e do derrame, outras complicações comuns em pacientes hipertensos são a insuficiência cardíaca, a insuficiência renal (que pode chegar até à necessidade de diálise), as dilatações das artérias e doença ocular hipertensiva.

Estudos populacionais demonstram que a hipertensão acomete mais de 30% da população acima brasileira, chegando a mais de 50% dos indivíduos acima dos 60 anos e 75% dos que tem mais de 70 anos. Além de estar relacionada com a idade, estão mais suscetíveis a ter hipertensão as pessoas que estão acima do peso, que não praticam atividade física e que tenham dieta rica em sal.

Com aparecimento geralmente entre os 35 e 55 anos, a doença é, por muitos anos, absolutamente silenciosa: a maioria dos pacientes são completamente assintomáticos, muitos pacientes hipertensos nem sabem que são portadores da doença e tem o diagnóstico feito por medições da pressão por exames periódicos, comparecimento ao serviço médico por questões alheias à doença ou por medidas isoladas em casa. Ao contrário do que muitas pessoas pensam, a pressão arterial não dá qualquer sintoma, mesmo quando está descontrolada. O tratamento, portanto, não deve ser iniciado com o objetivo de controlar qualquer sintoma e sim para prevenir o aparecimento de complicações associadas à doença.

O tratamento da hipertensão é calcada em três parâmetros principais: uma dieta saudável, exercícios físicos regulares e medicação anti-hipertensiva. O controle dos níveis pressóricos requer aderência ao tratamento e visitas regulares ao médico, para que se chegue à dose ideal de medicação.

 

Angiocare Serviços Médicos S/S. LTDA Rua Itapeva 378, Cj 144 - São Paulo (SP). Copyright © 2017 Todos os direitos reservados.